top of page

Perfumes Naturais e o Mito da Fixação

A controvérsia da "falta de fixação" que envolve a perfumaria natural, realidade ou mito?

A capacidade de fixação dos perfumes naturais é um dos assuntos mais controversos que envolvem a perfumaria natural e isso acontece pois há um pensamento equivocado que a fixação de um aroma se dá única e exclusivamente com o uso de substâncias sintéticas.

Sobre este tema, em uma de suas palestras na Sociedade de Perfumistas Britânicos, Guy Robert, um dos mais renomados perfumistas, disse de forma bastante enfática:


“Alcançar um aroma duradouro não é tarefa fácil, ninguém sabe como e o motivo disso acontecer”, e acrescentou: “Eu não gosto da teoria dos fixadores e acho isso estúpido. Todos nós escutamos certas músicas ao acaso e as esquecemos quase que imediatamente, mas de tempos em tempos, alguma dela colam no nosso cérebro e continuamos escutando-a o dia todo... eu te asseguro que o autor dessa música de sucesso não usa nenhum “fixador” para chegar à esse resultado.”


Ou seja, ele quis dizer que a duração de um aroma não se dá exclusivamente pela presença ou não de um agente exclusivamente fixador.


O conceito em torno dos “fixadores” foi criado pela grande indústria para elevar a produção de perfumes à um patamar quase que inatingível, acessível apenas para os renomados profissionais e grandes marcas que produzem perfumes. Quase como se quisessem que pessoas de “fora” desse círculo não se aproximassem dessa arte. Mas a realidade é que com estudo constante, aprendizado, dedicação e acesso à boas matérias primas, aprender a arte da perfumaria é uma jornada possível.


Então qual o motivo da perceptível diferença de fixação entre os perfumes sintéticos convencionais dos perfumes naturais?


As grandes diferenças começam quando buscamos compreender as matérias primas: sintéticas e naturais. Enquanto as moléculas sintéticas são criadas em laboratório de forma que são sempre iguais tanto no aroma quanto no comportamento, as naturais variam entre as safras e locais de plantio, trazendo maior dificuldade e até um ar de mistério para a arte de criação de perfumes, sendo bastante difícil de produzir um aroma exatamente igual à outro com diferentes safras de matérias primas naturais.


As moléculas sintéticas têm certa “dificuldade” de interação com nossos corpos, que não as reconhece naturalmente. Enquanto as moléculas naturais são reconhecidas e compatíveis com a nossa natureza, daí surge o termo “biocompatível” tão usado na atualidade.


É nesta diferença que reside as dúvidas sobre a fixação e o mito de que um perfume natural “fixa” menos que um perfume convencional sintético.


Na realidade, por serem feitos com ingredientes naturais biocompatíveis a nossa pele reconhece as matérias primas e absorve os perfumes naturais. Neste momento também elucidamos uma outra dúvida sobre a perfumaria natural e a sua volatilidade. Na realidade mesmo quando feito a base de óleos essenciais (comumente conhecidos pela sua “alta” volatilidade) os perfumes naturais não são tão voláteis, ou seja, não evaporam tão rapidamente como se pensa. A evidência aparece quando usamos um perfume natural em uma peça de roupa e mesmo 24h depois o aroma ainda se mostra perceptível. Ao pegar essa peça de roupa você vai perceber não só a persistência do aroma, mas também as memórias que foram criadas ao usar aquela peça. E esta é a melhor recomendação para que haja durabilidade do aroma usado, aplique o seu perfume nas peças de roupa ao invés de aplicá-lo apenas diretamente na pele.


Também sabemos que existe a interação dos nossos feromônios e suor com as moléculas aromáticas, e é por este motivo que um perfume, sintético ou natural, se apresenta de forma diferente entre as pessoas. Neste aspecto o perfume natural sempre irá compor da melhor forma com nossos feromônios, enquanto os sintéticos nem sempre “casam” conosco. Além disso, ao longo do dia, ao suarmos, acabamos “lavando” os aromas para fora de nossas peles. Mais um motivo para usar seu perfume preferido em suas roupas ao invés da pele.


Um outro ponto é o fato do nosso trato olfatório se “acostumar” com certos aromas, principalmente com aromas naturais. Por exemplo: quando entramos em floresta somos inebriados pelo aroma fresco e intenso, mas logo em seguida nos “acostumamos” com este aroma, no entanto assim que passamos perto de uma flor diferente que exala um aroma único passamos a senti-lo para em poucos minutos nos acostumarmos novamente.

Já quando sentimos um cheiro de comida queimando no fogão não nos acostumamos com ele e ao contrário, nosso trato olfatório intensifica o alerta de “perigo” e passamos a sentir o cheiro de queimado de forma intensa.


Isso acontece pelo fato dos nossos sentidos terem sido criados para que pudéssemos distinguir e identificar o perigo. Esse alerta intenso e persistente é importante e crucial para nossa sobrevivência.


É por este fato que quando sentimos o aroma de algo sintético, que não está presente naturalmente na natureza ele se mostra persistente e intenso, pois nosso corpo reconhece algo que não é natural e que pode ser potencialmente tóxico ou perigoso para nós. Quando essas moléculas chegam ao nosso trato olfatório ele resiste a se “desligar” e se acostumar com este aroma que pode potencialmente nos causar algum dano.


Um outro fator a ser identificado na duração de um perfume natural é a qualidade das matérias primas. Que devem ser as melhores possíveis e disponíveis no mercado. Este fator é determinante para uma boa sinergia, interação entre as moléculas e duração dos aromas.


A concentração do perfume também o diferencia com relação à sua intensidade e duração, falarei sobre este assunto no nosso próximo post, mas quanto mais concentrado maior será o potencial de sua duração.


Então qual a melhor forma de usar meuus Perfumes Naturais?


Sempre instruo nossos clientes sobre esses aspectos e peço para que façam o teste, usem seus perfumes naturais preferidos, o Eau de Parfum Bali ou o Eau de Parfum Bagan, em alguma peça de roupa e um ou dois dias depois sinta o cheiro da roupa, você perceberá que o aroma ainda estará suavemente presente, mostrando que sim, em bons perfumes naturais existe fixação e durabilidade, basta saber usá-los da forma correta.



Perfumes naturais na mata - Nua Honest Care
Perfumes naturais botânicos da Nua Honest Care



Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page