top of page

Óleo de Bergamota Calmante - é tudo isso mesmo?

Atualizado: 20 de set. de 2022



 

Você já ouviu falar que o óleo de bergamota tem potencial calmante? Interessante não é? Se você ainda tem alguma dúvida sobre este fato veja o este estudo científico descobriu sobre uso do óleo essencial de bergamota no tratamento ansiolítico, ou seja, no tratamento da ansiedade.


Mas vamos começar conhecendo melhor o óleo de bergamota.


O que é


A bergamota (Citrus x bergamia) faz parte da família dos óleos cítricos e é parente próximo da laranja doce. Seu cheiro é leve e refrescante e simplesmente delicioso. Seu óleo, de coloração esverdeada é obtido pela prensa da casca do fruto.


Benefícios


O óleo essencial de bergamota pode ser utilizado para diversas finalidades, mas iremos focar no seu uso para questões relacionadas à dificuldades mentais.

O uso desse óleo vem sendo usado com muito sucesso para o cuidado em momentos de estresse, depressão, incapacidade de foco, também conhecido como névoa mental, ansiedade com muita apreensão, falta de assertividade, insônia, irritabilidade, flutuações de humor, entre outros casos. Não há contraindicações para seu uso e, quando usado de acordo com as recomendações não causa efeitos colaterais.


É confiável?


Mas será que essas afirmações são confiáveis?

De acordo com estudos científicos o óleo de bergamota é tão eficaz quanto o Diazepam, remédio muito conhecido e utilizado rotineiramente por milhares de pessoas.


Mas o que é o diazepam? Diazepam é um ansiolítico tarja preta que alivia os sintomas da ansiedade e também seda e relaxa. É recomendado pra usos específicos pois causa dependência e pode ter efeito rebote. Mas o que vemos comumente acontecendo é o uso indiscriminado e contínuo. Entre os efeitos colaterais mais comuns estão cansaço contínuo, sonolência e fraqueza. Mas pode também causar irritação, ansiedade, perda de memória, dificuldade de concentração, hiperatividade e delírios. Por isso a procura por tratamentos naturais vem crescendo nos últimos anos.


O estudo científico citado descobriu que o tratamento com o óleo de bergamota via Aromaterapia é tão eficaz quanto o uso do remédio diazepam.

Um segundo estudo mostra que o óleo de bergamota tem excelente efeito neurológico sendo neuroprotetor e analgésico.


Agora que compreedemos o que é o óleo essencial de bergamota e o diazepam vemos que o tratamento dos transtornos mentais citados com o óleo de bergamota é eficaz, mais seguro e saudável para nós.


Como usar


O ideal é que você procure um profissional de Aromaterapia de confiança para recomendar a melhor forma de tratamento individualizado, ou seja, um tratamento que será criado especialmente para você.


As formas mais comuns de uso são difusão no ambiente, aplicação de gotas do óleo em difusores pessoais ou nas roupas de cama e diluindo o óleo de bergamota em veículos carreadores, mas o profissional da área irá escolher a forma de uso específicas e adequada para você.


Nossa profissional de confiança é a Dra. Marcelle Machado que trabalha com Aromaterapia e outras práticas da Medicina Natural, vocês podem econtrá-la pelo seu perfil no Instagram @dra.marcellemachado .


Cuidados no Uso


Como todo óleo cítrico o óleo de bergamota pode causar fotossensibilidade na pele, por isso tenha a precaução com a exposição solar logo após o uso tópico.



A Nua Honest Care desenvolveu a Linha Bagan pensando justamente em trazer os benefícios dos óleos essenciais para acalmar, relaxar e ajudar com questões de ansiedade, depressão e falta de cofo e concentração.

Nossa sinergia é feita com os óleos essenciais de Bergamota, Olíbano, Sálvia Sclarea e Petitgrain, todos eles conhecidos pela eficácia no cuidados com essas questões. Seu aroma é amadeirado de fundo cítrico e um tanto misterioso.


Para conhecer a Linha Bagan clique aqui!


Referências





Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page